Saiba quais são as principais propostas de cada candidato à presidência

Você sabe (mesmo) o que defendem Dilma e Aécio?

Petralha, tucanada, esquerdopata, reaça… Essas foram palavras que sobraram desde que a corrida eleitoral começou. E a gente adora uma boa zoeira, mas, na hora de votar, é importante saber o que de fato defendem os candidatos à presidência do país. Pra ajudar, separamos as principais propostas de Dilma Rousseff e Aécio Neves.

PS: cada uma de nós que fazemos o plano V temos nossas visões particulares e plurais sobre política. Esse texto não busca influenciar o voto para qualquer candidato, apenas esclarecer alguns pontos da campanha :)

Educação

Aécio: implementação de escola em tempo integral; integração entre governo federal, estadual e municipal para executar metas do Plano Nacional de Educação; reforma do Ensino Médio, com currículo mais flexível (menos matérias obrigatórias e possibilidade de o aluno se aprofundar em áreas que tem mais interesse); melhora de programas como Prouni e Fies; destinação de 10% do PIB para educação.

Dilma: utilização de recursos do pré-sal para financiar investimentos na área; aumento do número de creches (garantir educação a todas as crianças de 4 a 6 anos); ampliação de escola em tempo integral na rede pública; crescimento do programa Ciência sem Fronteiras; criação de 12 milhões de vagas em cursos técnicos.

Segurança

Aécio: redução da maioridade penal de 18 para 16 anos em crimes hediondos (assassinato, estupro, latrocínio etc); maior controle de fronteiras; aumento dos gastos federais na área.

Dilma: manter a maioridade penal em 18 anos; ampliação do modelo de “centros de comando e controle”, ou seja: as Polícias (Militar, Federal e Rodoviária) e as Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) trabalhariam juntas em várias operações.

Saúde

Aécio: destinação de 10% do orçamento da União para a Saúde; criação de mais vagas para cursos de medicina e de planos de carreira federal para médicos; resgate do programa Saúde da Família; reformulação do programa Mais Médicos, com revalidação do diploma de médicos estrangeiros.

Dilma: ampliação e melhora do programa Mais Médicos; criação do Mais Especialidades, para instalar clínicas e exames em diversas áreas e diminuir a espera por atendimento especializado; aumento do número de vagas em cursos de medicina.

 

BuzzFeed Brasil

BuzzFeed Brasil

 

Economia

Aécio: reformulação da política econômica para controlar a inflação e alavancar o crescimento. Propõe uma volta ao seguinte tripé: inflação no centro da meta, de 4,5%  (atualmente ela está no teto da meta, 6,5%), austeridade fiscal (corte de gastos para equilibrar as contas públicas) e câmbio flutuante (o valor Dólar x Real varia de acordo com os interesses do mercado, sem ser previamente estabelecido pelo governo). Defende uma independência maior do Banco Central, ou seja, o governo iria interferir menos na economia.

Dilma: para estimular a economia, propõe incentivos à produção: simplificação tributária, auxílio para modernizar a indústria, redução da burocracia para aumentar o empreendedorismo. Promete trocar o atual ministro da Fazenda, Guido Mantega, e ter uma política duríssima para combater a inflação.

Não sabe exatamente o que é inflação? A gente explica.

Programas sociais

Aécio: manutenção do Minha Casa, Minha Vida; transformação do Bolsa Família em política de Estado, para que nenhum governo futuro possa acabar com o programa.

Dilma: ampliação e melhora do Minha Casa, Minha Vida e do Bolsa Família; implementação de programas de apoio à comunidade LGBT; instalação de Casas da Mulher Brasileira e mais delegacias da mulher.

Política externa

Aécio: não propõe abandonar o Mercosul, mas pretende aumentar os acordos comerciais com países ricos (União Europeia e Estados Unidos).

Dilma: fortalecer mais a atual política externa; ampliar as alianças com países do Mercosul e América Latina, além das negociações com países emergentes (China, Índia e África do Sul).

Reforma política

Aécio: fim da reeleição e aumento do mandato para cinco anos.

Dilma: realização de consulta popular sobre a reforma política, que trataria de temas como financiamento público de campanhas.

Maria Cortez

Tem mais miopia que horas de sono. Metade capixaba, metade paulistana, gosta tanto do mar do Espírito Santo quanto das cores de São Paulo.

Veja todos os posts de Maria Cortez